Translate

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Não é cosmético, mas é Boticário - Ituglanis boticario Rizzato & Bichuette 2014

O grupo Boticário é reconhecido nacionalmente não apenas por sua linha de cosméticos como também pelo apoio que sua Fundação presta a pesquisas e trabalhos de conservação da biodiversidade. Em sua homenagem, recentemente mais uma nova espécie da fauna brasileira foi nomeada, Ituglanis boticario Rizzato & Bichuette 2014.

Ituglanis boticario Rizzato & Bichuette 2014 (Siluriformes: Trichomycteridae)

Etimologia:
Itu = (do grego, ityos) círculo
glanis = peixe que pode comer a isca sem tocar no anzol.
boticario = Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.
-

Ituglanis boticario é uma espécie de peixe de grande importância especialmente por ser endêmica da Gruta da Tarimba, interior de Goiás. É classificado como um troglóbio por ser exclusivamente subterrâneo. Ituglanis boticario está na família Trichomycteridae, ordem Siluriformes, popularmente conhecidos como peixes-gatos.


Ituglanis boticario. Fonte: Rizzato e Bichuette 2014.
Essa família é caracterizada por pequenos bagres que apresentam bocas bastante especializadas. Essa é uma das famílias mais interessantes de peixes Neotropicais, pois é a segunda família de Siluriformes com maior número de espécies e diversidade em hábitos de vida.

Ituglanis é um grupo monofilético, ou seja, todas as espécies possuem um mesmo ancestral. São reconhecidas mais outras 23 espécies no grupo, sendo que cinco ocorrem na mesma região de Ituglanis boticario:

I. passensis (Fernández & Bichuette de 2002).
I. bambui (Bichuette & Trajano, 2004).
I. epikarsticus (Bichuette & Trajano, 2004).
I. ramiroi (Bichuette & Trajano, 2004).
I. mambai (Bichuette & Trajano, 2008).

Ituglanis boticario é um peixe pequeno, não ultrapassando 10 cm de comprimento, e possui grandes bigodes alongados, lembrando os bigodes de um gato. Apresentam coloração rosada, quase transparente. As características que o diferem de outras espécies são: pigmentações em listras longitudinais pelo corpo, presença de pequenos dentes bem desenvolvidos próximos às brânquias, importantes para a fixação do animal, e oito raios na nadadeira peitoral.

Assim como outros animais que vivem em áreas subterrâneas, I. boticario possui a visão pouco desenvolvida, mas outros sentidos são bastante aguçados, como o olfato e o tato. Alimentam-se de invertebrados, sendo um predador de topo nas águas subterrâneas, o que demonstra sua importância neste ecossistema.

A Fundação Boticário ajudou no financiamento da pesquisa que descobriu a espécie e seu mérito resultou em fazer parte do nome dela. A Fundação tem apoiado diversas outras atividades para a conservação da biodiversidade, sendo homenageada também em Megaelosia boticariana (Giaretta & Aguiar, 1998), Passiflora boticarioana Cervi 2006, Gymnanthes boticario Esser, Araújo & Alves 2010, Aphyolebias boticarioi Costa 2004 e Listrura boticario de Pinna & Wosiacki, 2002.

Apesar de ter sido descoberta recentemente, a espécie corre risco de extinção devido à degradação em torno da única caverna onde pode ser encontrada. Esta espécie tem sido utilizada como espécie-bandeira na conservação da região.

Referências:
Fundação Grupo Boticário, 2015. Disponível em: < http://www.fundacaogrupoboticario.org.br/pt/noticias/pages/nova-especie-de-peixe-e-descoberta-no-brasil.aspx>. Acesso em: 14 de fev. 2015.
Rizzato, P. P.; Bichuette, M. E. 2014. Ituglanis boticario, a new troglomorphic catfish (Teleostei: Siluriformes: Trichomycteridae) from Mambaí karst area, central Brazil. Zoologia (Curitiba), 31(6): 577-598.
Wosiacki, W. B.; Dutra, G. M.; Mendonça, M. B. 2012. Description of a new species of Ituglanis (Siluriformes: Trichomycteridae) from Serra dos Carajás, rio Tocantins basin. Neotropical ichthyology, 10(3): 547-554.


Autoria: Nayara de C. Chaves



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por enviar seu comentário!